As Fábricas de Cultura são espaços de formação e difusão artística e cultural. As atividades são exercidas em prédios próprios, novos, com 7.000 m² de área construída, contendo várias salas de aula, biblioteca e teatro, especialmente desenvolvidos pelo Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Cultura, e administradas pelo Catavento Cultural e Educacional.

São abertas à população e foram criadas para atender crianças e jovens de 8 a 19 anos e adultos, pelo programa Adultos, Pais e Avós, gratuitamente. Teatro, dança, música, circo, multimeios e artes plásticas são oferecidos para a comunidade com a orientação de especialistas, além de uma biblioteca repleta de atividades e de um teatro com 300 lugares para apresentações dos aprendizes e de grupos locais já formados.

As Fábricas de Cultura pretendem consolidar-se pelo fortalecimento de ações com a comunidade, integrando a família dos participantes, escolas, organismos sociais e outras entidades como parceiras.

A primeira Fábrica foi a de Vila Curuçá, inaugurada em Março de 2011, depois a de Sapopemba, em Junho/2011, a de Itaim Paulista em Setembro/2011 e a de Belém em Junho/2012. Ainda resta a Fábrica de Cultura de Brasilândia a ser inaugurada.

A frequência nas Fábricas já em operação é de 500 aprendizes por dia útil e de cerca de 2.000 espectadores nos fins de semana. Um extraordinário sucesso que vem melhorando a vida da comunidade, especialmente dos jovens.

Nas páginas seguintes poderão ser vistos a programação, eventos e documentários de cada Fábrica.

   

  

Esquerda
Direita